TORNEM-SE COMO CRIANÇAS

Eugene H. Peterson

16/07/2017 - Naquele momento, os outros discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: 'Quem é o maior no Reino de Deus?'. Como resposta, Jesus chamou uma criança para o meio da sala e disse: 'Digo a vocês de uma vez por todas que, se não começarem do princípio, como crianças, não terão a chance nem de ver o Reino, muito menos de entrar nele. Quem se tornar simples de novo, como esta criança, será o maior no Reino de Deus. Além disso, quando vocês recebem os que se fizeram crianças por minha causa, é como se estivessem recebendo a mim. Mas, se vocês os prejudicarem, intimidando-os ou tirando proveito da simplicidade deles, logo irão desejar nunca ter feito isso. Seria melhor que vocês se jogassem no meio do mar com uma pedra de moinho amarrada ao pescoço'. (Mateus 18.1-6) Jesus não está nos pedindo para fazer algo que ele mesmo não fez: ele entrou em nossa humanidade na forma de uma criança. Todos os seus mandamentos e conselhos foram primeiramente vividos em sua própria vida. Como crianças diante do Pai, vivemos com uma reverência esperançosa e uma confiança alegre. O que é característico das crianças? Faze-me voltar, Cristo gracioso, às realidades básicas da vida que são evidentes nas crianças, mas obscuras e negligenciadas na vida adulta: uma sede de crer, uma prontidão para receber, uma disposição de amar e ser amado. Amém.


Voltar para pastorais